PORTUGAL

Uso inédito de microtargeting em campanhas políticas de Portugal garante vitórias

Em 2013, o Ideia quebrou paradigmas ao levar os benefícios do uso do microtargeting para fins político-eleitorais em território português. “O princípio fundamental do Microtargeting é conhecer a fundo as características e principais variáveis que influenciam os diferentes grupos de público-alvo a fim de estabelecer uma estratégia de comunicação personalizada e que impacte cada um dos grupos de maneira eficiente”, destaca o presidente do Ideia, Maurício Moura.

O Ideia utilizou ferramentas de contato direto para duas campanhas de câmaras municipais no País, o que para nós, brasileiros, representariam as nossas prefeituras. Para ambas as campanhas, o Ideia realizou análises estatísticas sobre cenários políticos, desenvolveu um banco de dados nacional único de eleitores e aplicou ferramentas de contato direto, como chamadas telefônicas e porta-a-porta. “A inteligência foi usada de maneira a potencializar os esforços, recursos e resultados dos partidos eleitorais portugueses nas eleições de 2013. O resultado do nosso trabalho veio com a vitória dos dois candidatos”, explica Moura.

O trabalho do Ideia em Portugal foi realizado em conjunto com a empresa parceira First Five Consulting, F5C. “Para nós foi muito importante encontrar um parceiro competente como o Ideia. O mundo é feito de parcerias e na nossa área é muito importante ter pessoas competentes a nossa volta. Em Portugal, já trabalhamos juntos em projetos de Microtargeting e big data e esperamos continuar desenvolvendo projetos não só neste País, mas também em outros continentes”, conclui o presidente da F5C, João Tocha.

Category

Inteligência de Dados, Microtargeting

Tags

Campanhas Políticas

Date published

05 de abril de 2017