Estudo inédito do IDEIA Big Data retrata visão dos brasileiros sobre mobilidade urbana, transporte e meio ambiente

  • Pesquisa inédita no Brasil
  • Retrato real da visão dos brasileiros sobre mobilidade urbana, transporte e meio ambiente
  • 3 mil pessoas entrevistadas em 30 dias
  • Abrangência Nacional

O transporte público no Brasil recebe muitas críticas em quase todos os estados brasileiros. Mas quais os pontos mais negativos e o que fazer para melhorarmos? Será que há algo de positivo? E qual a melhor forma de se deslocar para os brasileiros? Será que a população conhece e se preocupa com os malefícios dos combustíveis fósseis para o meio ambiente? Para entender essas e outras questões sobre mobilidade urbana no País e a percepção sobre meios de transporte em geral, o Instituto Clima e Sociedade contratou o IDEIA Big Data para realizar uma pesquisa profunda sobre o tema.

“O objetivo foi reproduzir uma pesquisa norte-americana de opinião pública sobre petróleo, combustíveis para transporte e meio ambiente, levantando informações sobre mobilidade urbana, novos modais e tempos de deslocamento dentro das cidades. Pela primeira vez foi realizado um estudo com essa profundidade sobre esse tema no Brasil”, destaca o presidente do IDEIA Big Data, Maurício Moura.

Para conseguir um retrato fiel da visão dos brasileiros, o IDEIA entrevistou por telefone 3 mil pessoas, de todo o Brasil, com cotas de sexo e idade variando de acordo com a distribuição da população em cada município. “A visão ruim das pessoas em relação às concessionárias de ônibus, trens e metrô, além da sensação de insegurança e falta de conforto justificam, por exemplo, 30% dos entrevistados apontarem o carro como melhor opção para deslocamento, seguido por ônibus (19%) e bicicleta (16%)”, ressalta Maurício.

O estudo mostrou que 57% dos entrevistados consideram a atuação das empresas permissionárias de ônibus negativa ou muito negativa. Para 85%, as frotas de ônibus precisam ser renovadas, 84% são favoráveis à construção de novas ciclovias e 82% a um maior investimento em trens e metrôs.

Outro ponto que merece destaque é que apenas 30% consideram positivo aumentar impostos para carros que usam gasolina ou diesel, e 34% a criação de pedágios urbanos para o incentivo à carona. “O trabalho feito pelo IDEIA Big Data foi essencial para que possamos aprofundar o conhecimento sobre as percepções dos brasileiros em relação às questões de mobilidade urbana e de combustíveis fósseis, nos revelando como a população enxerga o transporte público, o carro, o petróleo, e o que esperam e desejam de políticas públicas para o setor. A qualidade da pesquisa também nos ajudará a iniciarmos um diálogo internacional. Os EUA e a China já fizeram pesquisa semelhante”, conclui  o coordenador da área de Transporte do Instituto Clima e Sociedade, Walter Figueiredo De Simoni.

 

Repercussão na Mídia

Category

Pesquisa

Tags

Opinião Pública

Date published

24 de abril de 2018