CDN

Parceria Ideia e CDN: Pesquisas de impacto para o mercado da comunicação

Uma das maiores empresas de comunicação do País, a CDN descobriu os serviços do Ideia em 2015 e, de lá para cá, já realizou inúmeros trabalhos com a Empresa. “O Ideia tem uma metodologia moderna, foge do lugar comum dos institutos de pesquisa. É confiável”, ressalta o vice-presidente da CDN, Fernando Pesciotta.

Dentre o leque de atividades já desenvolvidas para a agência de comunicação, a pesquisa que contribuiu para seu o reposicionamento no mercado foi um dos mais relevantes. “Tem sido importante para calibrar nosso indicador de imagem, o IQEM, e, com isso, ratificar a posição da CDN nesse mercado. Além disso, nos possibilita enriquecer o portfólio de propostas e serviços a nossos clientes”, afirma Fernando.

Por meio da realização de pesquisas quantitativas e qualitativas, o Ideia entrevistou os profissionais da agência e executivos do mercado para compreender como eles percebiam a imagem e posicionamento da CDN, além de mapear as principais necessidades e tendências do segmento de comunicação e relações públicas. “Realizamos 20 entrevistas em profundidade e outras 100 por meio de questionários. O público-alvo da pesquisa foi definido e contatado por meio do nosso Big Data, que conta com dados comportamentais, demográficos e econômicos de mais de 172 milhões de brasileiros”, explica o presidente do Ideia, Maurício Moura.

Outro trabalho em parceria com a agência de comunicação de bastante impacto foi o estudo sobre a credibilidade da imprensa, que forneceu dados inéditos sobre a confiabilidade na mídia em uma pesquisa que envolveu formadores de opinião do Brasil inteiro. “Entrevistamos 800 executivos e profissionais liberais com mais de 29 anos de 10 estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Florianópolis, João Pessoa, Fortaleza, entre outros”, destaca Maurício.

De acordo com o levantamento, O Globo é considerado o jornal de maior credibilidade no País, citado por 24,7% dos entrevistados, estando tecnicamente empatado com a Folha de S.Paulo, mencionada em 24,5% das respostas. “O mais importante apontado na pesquisa é que o leitor busca informações em marcas com credibilidade, como a dos jornais e revistas. O que os entrevistados citaram é que a credibilidade é resultado da história da marca, do tempo em circulação e, claro, das pessoas que estão por trás de um jornal, como os colunistas”, conclui Moura.

A pesquisa destacou ainda que os sites de jornais e revistas são os meios mais acessados para buscar informação na internet, citados por 54,7% dos entrevistados. Em seguida, aparecem as páginas de provedores (37,6%), mídias sociais (27%) e blogs (13,7%).

 

Category

Pesquisa

Tags

Mercado Corporativo

Date published

27 de março de 2017