Como pensam os eleitores do Bolsonaro?

Pesquisa realizada pelo Ideia Big Data serviu de base para matéria publicada no Valor Econômico

No último dia 24 de maio, o Ideia Big Data realizou uma pesquisa qualitativa para entender como pensam os eleitores do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, que vem despontando em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto. O grupo focal foi realizado em São Paulo, mesclando eleitores das classes A e B, de 21 a 55 anos, alguns com ensino superior, conforme perfil do seu eleitorado.

Os depoimentos dos entrevistados refletem um eleitor com impressões negativas sobre o País: inseguro, desconfiado de todo o sistema político (inclusive das urnas eletrônicas) e com sentimento de vergonha em relação à extensão da corrupção.

Para os seus eleitores, Bolsonaro tem dois “atributos” muito valiosos. O primeiro é ser visto como um personagem com experiência política, mas totalmente diferente dos políticos tradicionais. Valorizam, em especial, o fato de ele nunca ter aparecido em escândalos de corrupção. O segundo é ser visto como alguém de pulso firme, posicionamento forte. Alguém com coragem e autoridade para colocar ordem na desordem, especialmente quando o assunto é segurança pública.

Ficou evidente também que Bolsonaro tem maior aceitação com a população mais jovem (20% têm entre 16 e 24 anos), entre eleitores com ensino superior (22%) e entre os que têm renda familiar acima de dez salários mínimos (27%).

Chama atenção o fato de boa parte dos eleitores do Bolsonaro ouvidos no estudo já terem votado no Lula em eleições anteriores, assim como em Dilma Rousseff em 2010 e 2014. Porém, os entrevistados foram favoráveis ao impeachment da petista e agora nutrem uma forte rejeição ao PT. Confira mais informações sobre a pesquisa na matéria publicada pelo Valor Econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *